Polícia identifica suspeito da morte de auxiliar de enfermagem em Teixeira de Freitas e pede sua prisão à Justiça

Polícia identifica suspeito da morte de auxiliar de enfermagem em Teixeira de Freitas e pede sua prisão à Justiça
11 outubro 11:10 2018 Imprimir esta notícia

Na terça-feira (10/10), a Polícia Civil de Teixeira de Freitas anunciou o avanço das investigações da morte do técnico de enfermagem Geovane Passos Trindade, identificando o principal suspeito de ter cometido o crime. Trata-se de Ariel Araújo Amaral que possui ao menos seis passagens pela Delegacia Territorial de Teixeira de Freitas, sendo a maioria por crimes patrimoniais como roubo e furto. Em um desses crimes, ocorrido no ano de 2013, Ariel, segundo a polícia, chegou a desferir nove facadas contra uma de suas vítimas que foi socorrida ao Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF) e sobreviveu. Ariel foi preso por força de mandado de prisão preventiva e cumpriu pena.

Após identificar o suspeito da morte de Geovane Passos Trindade, a Polícia Civil pediu sua prisão temporária à Justiça, porém ainda não conseguiu localizá-lo. Quem souber do paradeiro de Ariel Araújo Amaral deve informar aos policiais civis e militares através dos telefones 197 e 190, respectivamente. Não é necessário se identificar e o anonimato é garantido.

Geovane Passos Trindade, de 25 anos, saiu de casa no último dia 30 de setembro, por volta das 09h e seu corpo foi encontrado na manhã de 01 de outubro, em uma estrada vicinal na região da Prainha, na saída de Teixeira de Freitas rumo ao município de Itamaraju. Ao lado do corpo, foram encontrados pedaços de madeira com sinais aparentes de vestígios de sangue, além disso, a perícia constatou dois ferimentos provocados por disparos de arma de fogo e uma lesão na garganta provocada por instrumento cortante. A motocicleta da vítima foi localizada no mesmo dia em um terreno baldio do bairro Tancredo Neves, região oeste da cidade.

O caso possui como principal linha de investigação o latrocínio, que roubo com resultado morte e a polícia ainda não descartou a participação de outros envolvidos no crime. (Da redação TN)

  Categorias: