Por que um dos principais responsáveis pela venda do WhatsApp ao Facebook diz se arrepender do negócio

O indiano Neeraj Arora ajudou a intermediar a venda do WhatsApp para o Facebook por cerca de US$ 22 bilhões em 2014. Oito anos depois, no entanto, o ex-diretor comercial do WhatsApp diz que se arrepende de ter contribuído para o negócio. As informações da BBC News.

Por que um dos principais responsáveis pela venda do WhatsApp ao Facebook diz se arrepender do negócio

“Ninguém sabia, a princípio, que o Facebook se transformaria em um monstro de Frankenstein devorando dados de usuários”, escreveu Arora em uma série de postagens em sua conta no Twitter em 4 de maio.

“Hoje, o WhatsApp é a segunda maior plataforma do Facebook (ainda maior que o Instagram ou o FB Messenger). Mas é uma sombra do produto em que colocamos nossos corações e queríamos construir para o mundo”, disse Arora.

O WhatsApp foi fundado pelo ucraniano-americano Jan Koum e pelo americano Brian Acton em 2009, como um aplicativo que permitia a comunicação internacional entre usuários, com o pagamento de um dólar para baixá-lo, lembrou Arora.

“Para pessoas (como eu) com parentes em vários países, o WhatsApp foi uma forma de se manter conectado, sem pagar SMS de longa distância ou taxas de ligações”, disse ele.

Por que um dos principais responsáveis pela venda do WhatsApp ao Facebook diz se arrepender do negócio

Relatório estima que a tecnologia 5G terá 1 bilhão de usuários ainda neste ano

Por que um dos principais responsáveis pela venda do WhatsApp ao Facebook diz se arrepender do negócio

Eletrobras lança oferta de ações para privatização da companhia