Presidente do PMDB LGBT repudia suposta declaração de PM sobre “orgulho” de matar homossexuais

Presidente do PMDB LGBT repudia suposta declaração de PM sobre “orgulho” de matar homossexuais
16 janeiro 18:45 2016 Imprimir esta notícia

A presidente do Núcleo LGBT do PMDB, Larissa Moraes, se manifestou contra a ação de um policial militar do Rio de Janeiro, que teria dito ter “orgulho” de matar homossexuais. A declaração foi dada durante a gravação do documentário “Gaycation”, protagonizado pela atriz canadense Ellen Page, homossexual assumida e ativista da causa.

Em nota, Larissa questiona o papel deste policial perante a sociedade. “Este policial, que deveria ser o operador do direito, combativo e ético para enfrentar o crime e proteger a sociedade contra a violência, encontra-se do outro lado, disseminando crimes de ódio e manifestações perversas e arbitrárias de opressão e discriminação de práticas sexuais não heterossexuais ou de expressões de gênero distintas dos padrões do masculino e do feminino. Quantas mais pessoas LGBT precisarão morrer para que a LGBTfobia seja reconhecida como crime? Assim como o machismo, a LGTBfobia é estrutural no Brasil e perpassa por toda a sociedade. Por isso não temos mais o que esperar, pessoas estão morrendo pelo simples fato de serem quem são. A cada 28 horas morre um LGBT no Brasil. É preciso com urgência que se crie políticas públicas, que busquem conscientizar a população de que uma sociedade democrática precisa conviver com o diferente”, afirma.

Para a presidente, é preciso também melhorar e monitorar o atendimento desses casos. “Isso passa por um treinamento dos policiais para que identifiquem os crimes de ódio LGBT e investiguem com o mesmo cuidado que as demais ocorrências. Se faz necessário ainda promulgar leis sobre crimes de ódio que visem a dissuadir a violência com base na orientação sexual e identidade de gênero. Este é o Brasil que queremos que seja visto no exterior? Que tipo de ser humano sentirá orgulho disso?”, finalizou. (Da redação TN)

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.