Presidiário “Lecão” é perseguido e executado a tiros em Teixeira de Freitas

Presidiário “Lecão” é perseguido e executado a tiros em Teixeira de Freitas
07 novembro 19:59 2018 Imprimir esta notícia

Alex Rocha Santos, o “Lecão”, de 36 anos de idade, detento do Conjunto Penal de Teixeira de Freitas (CPTF) e que estava em liberdade condicional há cerca de 30 dias, foi assassinado a tiros por volta das 12h desta quarta-feira, dia 7 de novembro, próximo à casa onde residia, localizada na rua Santo América, bairro Vila Verde.

Segundo parentes da vítima, “Lecão” tinha saído de sua residência para visitar seus familiares que moram ao lado, quanto quatro elementos chegaram em duas motocicletas, os dois caronas desceram e conseguiram alvejá-lo pelas costas. Atingido duas vezes o presidiário correu por um beco que existe entre as duas casas, mas caiu e terminou de ser executado pelos criminosos, que retornaram aos veículos e fugiram em alta velocidade.

No levantamento cadavérico e perícia de local a cargo do delegado Júlio César Telles e peritos do Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas (DPT), respectivamente, foi comprovado que Alex Rocha Santos, o “Lecão”, de 36 anos, foi morto com cinco tiros, sendo dois nas costas, um no braço, um na perna e outro na cabeça. Logo depois foi autorizada a remoção do corpo ao IML.

O delegado Júlio Telles informou que o inquérito do caso seria repassado ao Núcleo de Homicídio e Tráfico (NHT), serviço especializado da 8ª Coorpin, que vai prosseguir com as investigações objetivando esclarecer autoria e motivação do crime. (Da redação TN)

  Categorias: