Quatro homens atacam pela 3ª vez e matam jovem paraplégico em Eunápolis

Quatro homens atacam pela 3ª vez e matam jovem paraplégico em Eunápolis
24 dezembro 17:14 2015 Imprimir esta notícia

Quatro bandidos armados invadiram a casa do deficiente físico Josimar do Prado Santos, 30 anos, por volta das 21h da última terça-feira (21/12), na Rua Bolívia, no bairro Alto da Boa Vista, na zona norte de Eunápolis e lhe dispararam vários tiros. Conforme a família da vítima os quatro homens entraram de uma vez e foram logo disparando os tiros contra Josimar, que era paraplégico.

Durante os disparos o rapaz ainda conseguiu pular do sofá onde estava sentado assistindo a novela e conseguiu dá várias cambalhotas objetivando se livrar dos disparos. Conforme o pai da vítima que presenciou o assassinato do filho, o malabarismo do paraplégico foi tanto que apenas um dos tiros conseguiu atingir o deficiente físico.

Josimar do Prado Santos ainda chegou a ser socorrido com vida por uma unidade do SAMU-192 para o Hospital Municipal de Eunápolis e conseguiu chegar à unidade hospitalar com vida, mas cerca de quatro horas depois ele não resistiu o tiro que perfurou o seu abdômen e morreu no início da madrugada desta quarta feira (23). Josimar já havia antes sobrevivido a dois ataques a tiros na cidade de Eunápolis. No último atentado de morte que sofrera, por conta dos ferimentos, ele ficou paraplégico.

O primeiro atentado contra sua vida ocorreu em fevereiro de 2013, quando Josimar caminhava pela Rua Amsterdam no bairro Dinah Borges e de repente, foi surpreendido por um carro que atravessou a sua frente e logo uma moto apareceu com dois ocupantes que efetuaram três tiros em sua direção. Dos três tiros deflagrados, um deles atingiu as costas e transfixou no peito esquerdo de Josimar, que mesmo baleado ainda correu e adentrou em uma residência na Rua Praga no mesmo bairro, onde recebeu os primeiros socorros por uma equipe do SAMU e depois foi conduzido para o Hospital Regional.

O segundo atentado contra sua vida foi em maio de 2014, quando Josimar foi alvejado por 8 tiros quando caminhava pela Avenida Viana Gomes, no bairro Alecrim II, o que fez com que ele perdesse os movimentos das pernas. Desta feita Josimar foi surpreendido dentro de casa pelos seus matadores e terminou perdendo a vida. Para a delegada Valéria Fonseca Chaves, diretora da 23ª Coordenadoria Regional da Polícia Civil de Eunápolis os episódios sequenciais que culminaram com o assassinato de Josimar é um mistério e ainda se trabalha para se conhecer os motivos que levaram a sua morte. (Por Athylla Borborema).

  Categorias: