Rivalidade entre Meta e Apple entra na realidade virtual

Meses depois de a Apple revelar uma mudança nas configurações de privacidade que ameaçou o negócio de publicidade do Facebook, a empresa de redes sociais se rebatizou como Meta e mudou seu foco para a realidade virtual.

Rivalidade entre Meta e Apple entra na realidade virtual
CEO da Apple, Tim Cook, fala sob uma imagem do Apple Vision Pro no Apple Park em Cupertino, Califórnia, EUA / REUTERS

Agora, menos de dois anos depois, a Apple pode estar ameaçando os negócios da Meta nesse campo também.

A Apple divulgou no dia 5 seu novo headset de realidade mista, o Vision Pro, em um de seus lançamentos de produtos mais ambiciosos em anos. No início da conferência anual de desenvolvedores da empresa, o CEO da Apple, Tim Cook, apresentou o Vision Pro, um dispositivo que custará US$ 3.499 (cerca de R$ 17 mil) que combina realidade virtual e realidade aumentada, como um “produto revolucionário”, com o potencial de mudar a forma como os usuários interagem com a tecnologia.

O novo produto da Apple, que será lançado no início do próximo ano, põe a empresa em concorrência direta com a Meta, que vem desenvolvendo headsets há anos.

Quatro dias antes da conferência WWDC, o CEO da Meta, Mark Zuckerberg, tentou superar o esperado anúncio do fone da Apple ao promover o Meta Quest 3. O novo headset da Meta promete desempenho melhorado, novas funcionalidades de realidade mista e um design mais elegante e confortável, a um preço muito mais acessível (US$ 499, ou cerca de R$ 2.450) que o produto da Apple.

Economia: Saiba como calcular o desconto do carro popular

Economia: Saiba como calcular o desconto do carro popular

O ex-parlamentar e youtuber preso no Japão por ameaças a celebridades

O ex-parlamentar e youtuber preso no Japão por ameaças a celebridades