Roubou celular de jovem, acabou detido por populares e preso pela PM de Teixeira de Freitas

Roubou celular de jovem, acabou detido por populares e preso pela PM de Teixeira de Freitas
29 novembro 02:47 2015 Imprimir esta notícia

Por volta das 16h deste sábado, dia 28 de novembro, policiais da 87ª Companhia Independente da Polícia Militar de Teixeira de Freitas (CIPM), foram chamados ao bairro Vila Caraípe, na região central da cidade, onde um indivíduo acusado de furto, que acabara de atacar uma jovem, de quem tomou à força um celular de última geração, havia sido detido por populares e corria o risco de ser espancado.

Assim que chegaram ao local os policiais localizaram e prenderam Willian de Jesus Barbosa, de 22 anos, morador do bairro São Lourenço, que após ser questionado, acabou confessando o crime. Segundo a vítima, uma jovem que ficou em estado de choque, o elemento colocou uma das mãos por baixo da camisa e ameaçou lhe matar, caso a mesma não lhe entregasse o celular da marca Sansung.

cabecad1Com a narrativa da vítima e o depoimento de populares, o acusado acabou sendo conduzido e apresentado à Delegacia da Polícia Civil de Teixeira de Freitas (DEPOL), onde permanece custodiado e respondendo pelo crime de roubo. (Por Tyago Ramos)

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.