Vereador de Mucuri pode perder o movimento das pernas após acidente de carro

Vereador de Mucuri pode perder o movimento das pernas após acidente de carro
12 fevereiro 12:47 2016 Imprimir esta notícia

O grave acidente do tipo capotamento aconteceu no sábado, dia 6 de fevereiro, próximo à divisa entre os municípios de Mucuri e Nova Viçosa, quando o vereador mucuriense Vilson Luís Martins, mais conhecido como Nego da Embasa (PP), que possui sua maior base eleitoral no distrito de Taquarinha e estava em companhia da sua esposa, perdeu o controle do seu Chevrolet e o veículo capotou. O carro ficou de pneus para cima e Nego da Embasa acabou sendo socorrido pelo SAMU.

O acidente aconteceu precisamente numa estrada vicinal que liga a rodovia BR-418 a uma localidade conhecida como Costa do Atlântico, às margens da rodovia estadual asfaltada entre Mucuri e Nova Viçosa. Possivelmente o vereador saiu de Taquarinha e chegando em Posto da Mata, para cortar caminho, não tomou direção pela rodovia BR-101 e sim, seguiu pela BR-418 como se fosse para Caravelas e pouco adiante, entrou à direita para Helvécia, em Nova Viçosa, estrada de terra que diminui o trajeto para Mucuri.

Além do vereador Vilson Luiz, estava no veículo a esposa dele, que ao contrário do marido, que precisou ser socorrido ao Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF), com suspeita de fratura de vértebra, praticamente nada sofreu. No momento do acidente, segundo testemunhas, o político reclamava por não sentir as pernas. A suspeita era fratura de vértebra, que pode deixar a pessoa acidentada por dias e até meses sem se locomover e em casos mais graves, culminar na perda de movimento de membros.

As últimas informações dão conta que o vereador mucuriense Vilson Luís Martins, mais conhecido como Nego da Embasa (PP), foi submetido a um procedimento cirúrgico delicado no Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF), por uma equipe médica paulista e especializada em cirurgias neurológicas e pós-traumas. As seqüelas ainda seriam imprevisíveis, mas não é descartada a hipótese do político ficar paraplégico.  (Por Ronildo Brito)

  Categorias: