Instalada a pedra fundamental da Academia Teixeirense de Letras

Instalada a pedra fundamental da Academia Teixeirense de Letras
12 dezembro 13:19 2015 Imprimir esta notícia

Agentes culturais, pensadores, artistas, intelectuais, poetas e escritores de notório saber sobre a língua portuguesa e de grande grande contribuição à educação e cultura por meio da literatura e da arte se reuniram no primeiro dia do 6º Encontro Regional de Poetas no Espaço Cultural da Paz, nesta última quinta-feira (10/12) para lançar a pedra fundamental da Academia Teixeirense de Letras.

O momento que os artistas das letras discutiram a criação da Academia Teixeirense de Letras na noite desta última quinta-feira (10), o sonho cultural foi aberto pelo casal de artistas José Alberto, o popular “Zé da Bahiana” e Elizete Lopes, popularmente conhecida por “Bahiana”, gestores do Espaço Cultural da Paz.

“Eu e alguns artistas tivemos a honra, o privilégio e a ousadia de lançar as bases da ATL”, disse o jornalista e poeta Almir Zarfeg. A Academia Teixeirense de Letras terá como missão difundir as letras nacionais e incentivar a produção literária em Teixeira de Freitas e nas outras 12 cidades que compõem o território do baixo extremo sul da Bahia.

atd1Cidades como Alcobaça, Itamaraju, Medeiros Neto, Itanhém, Nova Viçosa, Mucuri e Prado terão representantes na ATL. A instituição será formada por 40 cadeiras e estarão assim distribuídas: 25 para autores teixeirenses e 15 para os autores das demais cidades que fazem parte da área de atuação da entidade cultural.

O brasão da Academia Teixeirense de Letras, de autoria do artista plástico baiano que vive em Portugal Elzo Bastos, foi apresentado aos escritores e ao público presente, cujo brasão expõe um retrato inédito do poeta Castro Alves. A ATL será instalada em 14 de março de 2016, dia do aniversário do poeta baiano maior: Castro Alves, que foi escolhido patrono da instituição.

Além de Almir Zarfeg, ainda prestigiaram a implantação da pedra fundamental da ATL, o advogado e poeta João Carlos de Oliveira, a professora doutora e escritora Cristhiane Ferreguett, a professora mestra e escritora Enelita Freitas, o professor doutorando e romancista João Rodrigues Pinto, os poetas Silvio Castro Rosas, Cynara Novaes, Marcelo Matos, Ijail Amaral e o jornalista e escritor Athylla Borborema.

atd“O intuito deste primeiro encontro é formar um grupo de pessoas, que gostem de literatura e artes, para que estas possam trocar experiências e levar aos jovens e a todas as pessoas, o hábito da leitura, da escrita e do valor às artes, permitindo a eles o tesouro do conhecimento e a importância de se valorizar a língua portuguesa. Este é o verdadeiro espírito do baiano do extremo sul encarnado na tenacidade de seus brilhantes filhos e filhas na luta pela divulgação da Educação e das Artes para todo Brasil”, destacou o jornalista e poeta Almir Zarfeg. (Por Ronildo Brito).

  Categorias: