Polícia ainda sem pistas de assentado acusado de assassinar vizinho por causa de uma porteira em Itapebi

A Polícia Civil de Itapebi ainda não conseguiu localizar e prender um homem de 64 anos, proprietário de uma gleba de terra no assentamento União, localizado às margens da BR-101, na zona rural do município.

Polícia ainda sem pistas de assentado acusado de assassinar vizinho por causa de uma porteira em Itapebi
Uma equipe do SAMU foi designada ao local, mas a vítima já estava em óbito / Foto: AtlanticaNews

O assentado, que está com paradeiro desconhecido, segundo a polícia, é suspeito de assassinar o seu vizinho Josiene Silva Pessoa, 61, também proprietário de um sítio no mesmo assentamento.

O motivo do crime, ainda segundo a polícia, foi uma porteira feita para impedir que as criações do assentamento saíssem em direção à rodovia BR-101.

Na manhã desta segunda-feira, 25 de setembro, como sempre fazia, o assentando Josiene seguia de moto para sua propriedade, transportando dois sacos de cimento e após mais uma discussão, acabou assassinado a tiros e golpe de facão durante um ataque do autor.

Relatos de outros assentados à polícia, dão conta que a construção da porteira traz transtornos, pois impediria o livre acesso aos lotes numa estrada antiga e de uso comum, mas a decisão teria tomada após aprovação em assembleia dos assentados.

A Polícia Militar designou uma guarnição ao assentamento, mas o acusado não estava mais no local. Se ele não se apresentar espontaneamente, a sua prisão deve ser solicitada à Justiça.

Ouça: Motorista de carro de passeio morre após colisão com caminhão carregado de coco na BR-101, em Nova Viçosa

Ouça: Motorista de carro de passeio morre após colisão com caminhão carregado de coco na BR-101, em Nova Viçosa

SEBRAE e ACE realizam em Mucuri II Circuito Empresarial com o especialista em vendas William Caldas

SEBRAE e ACE realizam em Mucuri II Circuito Empresarial com o especialista em vendas William Caldas