Veja depoimento de Ana Hickmann contando agressões que sofria do ex

A apresentadora da Record, Ana Hickmann, detalhou pela primeira vez o episódio de agressão envolvendo seu ex-marido, Alexandre Correa, durante uma entrevista exibida no domingo, 26, no programa Domingo Espetacular. Na conversa com a apresentadora Carolina Ferraz, Ana falou sobre o dia da agressão, detalhes das razões que levaram a discussão e até mesmo a infância conturbada por violência doméstica.

Veja depoimento de Ana Hickmann contando agressões que sofria do ex

A apresentadora e modelo começou a entrevista dando detalhes sobre o que ocorreu naquele 11 de novembro. Ana contou que estava conversando com o filho, um garoto de 10 anos, sobre “mudanças” que a família teria de passar no futuro. Alexandre não gostou e começou uma discussão verbal com a apresentadora.

Segundo relato da Ana, a discussão cresceu ainda na frente do filho. Quando Ana pediu para que uma funcionário tirasse a criança do local, Alexandre teria partido para a agressão física. “Ele veio na minha direção. Ele não me acertou (uma cabeçada) porque eu esquivei”, disse.

Ana então contou que Alexandre fechou a porta da cozinha em seu braço, na altura do cotovelo, no momento após ele tentar segurá-la. “Eu comecei a gritar. Eu gritava por socorro. Gritava ‘chama a polícia’. Gritava ‘liga no 190’”.

Segundo a apresentadora, no momento da agressão com a porta, os cachorros ficaram irritados e então ela falou um comando para que os animais atacassem Alexandre. “Eu gritei ‘pega’”. E ele pegou”.

Trancada dentro do cômodo, Ana conseguiu ligar para a polícia. “Ele queria pular a janela. Eu peguei o celular e liguei no 190. Foram três toques. Ainda bem que existe o 190, se não ele teria pulado a janela e eu não sei o que teria acontecido”. Ana também relatou que Alexandre fazia comentários ofensivos sobre sua aparência, peso e idade. “Ele tinha o dom de me fazer sentir uma merda”.

Assista a entrevista completa:

Ana confirmou que entrou com o pedido de divórcio ao casamento com Alexandre pela lei Maria da Penha, já que ele tramita mais rápido na justiça. A apresentadora contou que o filho tem noção da separação. Ao falar do filho, Ana começou a chorar. “Eu precisava me cercar de segurança. Segurança emocional, física e jurídica antes de falar (sobre a agressão). E por isso eu posso falar. Agora eu posso consigo”, disse. “Eu ainda não sei por onde recomeçar, mas eu vou recomeçar. Eu não tenho medo do futuro. Eu vim de família humilde, do nada. Eu já fiz isso. Ninguém merece ser torturado de nenhuma forma”.

Defesa de Alexandre

A reportagem do Domingo espetacular entrou em contato com os advogados de Alexandre, que em nota, responderam afirmando que Alexandre nega ter agredido Ana, que a inocência dele será atestada na justiça e que o filho é a única vítima da história.

O telejornal também mostrou o depoimento de uma servidora de Ana. No documento, a mulher fala que ficou no quarto com a criança durante a discussão e que a apresentadora entrou com o braço machucado no espaço. Em seguida, a mulher trancou a porta e Alexandre quis entrar.

Acompanhe a trajetória da seleção de Itamaraju até a conquista do 5º título do Intermunicipal

Acompanhe a trajetória da seleção de Itamaraju até a conquista do 5º título do Intermunicipal

Justiça suspende lei que autoriza venda de áreas públicas em Teixeira de Freitas

Justiça suspende lei que autoriza venda de áreas públicas em Teixeira de Freitas