Autor de homicídio no interior de Itamaraju se apresenta à polícia e é preso

Sandro Souza Brito, de 43 anos, apontado como autor do homicídio que vitimou Jânio Pereira Lima, o “Júnior Gordo”, 34, crime ocorrido na noite do último domingo, 24 de setembro, em Campo Alegre, povoado do município de Itamaraju, se apresentou à polícia.

Autor de homicídio no interior de Itamaraju se apresenta à polícia e é preso

“Sandrão”, como é mais conhecido, procurou a Polícia Civil de Itamaraju nesta última segunda-feira (25) e se apresentou espontaneamente, sendo que durante seu depoimento alegou legítima defesa. Ele já havia sido identificado pela polícia e sua prisão poderia acontecer a qualquer momento.

Na noite do crime, por volta das 20h, “Sandrão” relata que transitava com seu veículo e avistou “Júnior Gordo” bebendo em frente a uma escola.

Ele contou que foi até a sua residência, pegou uma espingarda tipo chumbeira, parou o seu veículo, abriu a porta e disparou um tiro em direção à vítima, acertando-a na altura do tórax. Para certifica-se da morte ele contou que ainda desferiu dois golpes com a coronha da espingarda na cabeça da vítima

Em depoimento ao delegado Gilvan Meirelles, titular de Itamaraju, o homicida confessou o crime, alegando que resolveu assassinar “Júnior Gordo”, seu desafeto, porque ele era uma pessoa de comportamento violento, que constantemente dizia que iria matá-lo.

Mesmo diante da alegação, o delegado Gilvan de Meireles lavrou o auto de prisão em flagrante pelo crime de homicídio, com base no artigo 121 do Código Penal Brasileiro (CPB) e pelo fato do assassino estar em situação de flagrente, determinou o recolhimento do mesmo à carceragem local, para que posteriormente seja recambiado ao Conjunto Penal de Teixeira de Freitas (CPTF), onde permanecerá à disposição da Justiça.

A arma do crime foi apreendida pela polícia.

Dois são presos com mais de um quilo de maconha em Mucuri

Dois são presos com mais de um quilo de maconha em Mucuri

Relator recua de indiciar Valmir Assunção, CPI do MST cancela sessão de votação e prorroga trabalhos

Relator recua de indiciar Valmir Assunção, CPI do MST cancela sessão de votação e prorroga trabalhos