Avião de guerra da FAB pousa em Teixeira de Freitas com 2,5 toneladas de medicamentos para atingidos pela chuva

Em decorrência das enchentes nas cidades do extremo sul da Bahia, nos últimos dias, o Ministério da Defesa, por meio das Forças Armadas, anunciou ajuda humanitária às populações mais atingidas. No sábado (11), uma aeronave H-36 Caracal, operada pelo Esquadrão Falcão (1º/8º GAV), da Força Aérea Brasileira (FAB), foi deslocada para Porto Seguro, onde foi montado o polo base de atuação da força-tarefa de assistência às localidades. Para os próximos dias, será engajado, ainda, um helicóptero H-60L Black Hawk do Esquadrão Pantera (5º/8º GAV). As aeronaves prestarão apoio à Defesa Civil do estado baiano, sendo a coordenação de emprego dos aviões da FAB feita pelo Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), de Brasília (DF). Um helicóptero da Marinha do Brasil também está empregado na missão.

Avião de guerra da FAB pousa em Teixeira de Freitas com 2,5 toneladas de medicamentos para atingidos pela chuva

Na madrugada desta segunda-feira (13), uma aeronave C-130 Hércules, operada pelo Esquadrão Gordo (1º/1º GT), decolou de Guarulhos (SP) para Teixeira de Freitas (BA), com aproximadamente 2,5 toneladas de medicamentos. O Comandante da Aeronave, Capitão Aviador Ítalo de Holanda de Oliveira, falou da importância do apoio ao estado baiano. “A Força Aérea atua em diversas ações, e a humanitária é uma delas. Nós temos um País vasto e que está sempre demandando este tipo de apoio. Então, qualquer que seja o local que a nossa população necessite de socorro, vamos tomar as providências e assegurar que a ajuda chegue o mais rápido possível. Sabemos das dificuldades que a Bahia está passando e, por isso, este pedido, em especial, é de suma importância, uma vez que esta população está carente e esperando por estes medicamentos que estamos transportando”, disse.

O Suboficial Especialista em Mecânica de Aeronaves Márcio Roberto da Silva Pinheiro também falou sobre cumprir uma missão que vai levar ajuda à população. “É uma grande satisfação fazer parte da operação. Estou no Esquadrão “Gordo” desde 2007, e esta não é a primeira vez que eu participo de uma missão humanitária. Tanto no Brasil quanto fora do País, já estive acompanhando este tipo de missão. É muito importante estender as mãos e ajudar quem precisa, por isso a Força Aérea sempre está disponível para cumprir esta missão”, declarou.

Avião de guerra da FAB pousa em Teixeira de Freitas com 2,5 toneladas de medicamentos para atingidos pela chuva

PM prende três suspeitos de aplicar o “golpe da tinta” em Teixeira de Freitas

Avião de guerra da FAB pousa em Teixeira de Freitas com 2,5 toneladas de medicamentos para atingidos pela chuva

TSE apresenta novo modelo de urna eletrônica para eleições de 2022